PREFÁCIO - Talvez nem todas essas 100 histórias sobre Michael Jackson, sejam totalmente verdade. Mas certamente elas não são totalmente mentira ! Durante 50 anos de vida e 40 anos de carreira, Michael Jackson conheceu e conviveu com milhares de pessoas e encantou à todas elas. Cada uma dessas pessoas tem uma história inesquecível para contar, sobre Michael. Aqui estão algumas dessas histórias, que foram recolhidas ao longo de muitos anos. Assim como sua música, a personalidade de Michael Jackson, também é genial ! Voltar para MJ Planet

- TITO fala de Michael com emoção


Michael Jackson, meu irmãozinho
Michael Jackson era uma estrela global - o rei do pop. Mas foi o seu próprio sucesso, diz seu irmão mais velho Tito, que permitiu que pessoas estranhas o empurrassem para lonje de sua família - e foi quando os seus problemas realmente começaram.


Por Nick McGrath para o
The Guardian, sábado 05 de novembro de 2011

Michael tinha esse ritual toda vez em que nós nos despedíamos ", lembra Tito Jackson, por baixo o seu chapéu-coco." Todos nós irmãos nos abraçavámos e dizíamos uns aos outros que nos amávamos, mas coisa favorita de Michael era dizer, 'eu te amo mais "e naquela noite não foi diferente."

A noite em questão, em um restaurante na cidade adotiva da família Jackson em Los Angeles, foi o 60 º aniversário de casamento de Joseph Jackson e sua esposa, Katherine. "A família inteira estava lá", diz Tito. "Nós apenas conversamos e tiramos fotos e falamos sobre idéias compartilhadas e conversamos sobre o que estávamos todos fazendo. Foi uma noite muito feliz. Michael estava cheio de vida e cheio de espírito, e ele estava apenas se preparando para começar a desfrutar a sua vida novamente.

"Ele estava indo comprar um outro lugar, porque ele estava cansado de Neverland. Ele queria começar a fazer filmes e só ter calma e estar com seus filhos."

No mês seguinte, em 25 de junho de 2009, Michael Jackson teve um ataque cardíaco na cama em sua mansão em Los Angeles. Após sua morte, uma autópsia determinou que o Lorazepam sedativo e o poderoso anestésico Propofol encontradas no seu sangue, foram os principais responsáveis ​​pela morte prematura de Jackson. Em 08 de fevereiro de 2010, seu médico Conrad Murray foi acusado de homicídio involuntário.

No momento desta matéria, o julgamento estava chegando a sua conclusão, mas seja qual for o resultado, o processo não produziu um fechamento emocional para os parentes de Jackson.

"Eu acho que nunca vai acontecer o fechamento para a nossa família", admite Tito, que está em Londres esta semana para a estréia mundial de um documentário sobre Jackson, A Vida de um ícone que foi produzido por David Gest, promotor de shows e amigo de longa data da família Jackson.

"Eu não sou médico, mas se ele sabia, ou Michael sabia melhor que ele - que não deveria ter feito aquilo. Ele é um médico. Ele está no comando. Ele tem um juramento e naquele tempo ele deveria ter feito o que precisava fazer para cuidar de meu irmão de forma reta, não contribuindo para a situação ficar ainda pior."


"O mundo perdeu um grande homem, mas para a nossa família não tem nada a ver com música. Perder o seu irmão, alguém que você conhece toda a sua vida e amou a vida toda e para saber o que aconteceu com ele ..." Tito se emociona.

Independentemente de sua culpabilidade legal, para Tito, Conrad Murray representa um tipo de pessoa que contaminou a vida de seu irmão quando a sua popularidade atingiu o pico em 1982 com o lançamento do álbum Thriller.

"Eu pensei que ele seria capaz de lidar com isso", diz Tito, falando de pessoas perniciosas e que desejavam estar ao lado da celebridade e que acompanharam o sucesso de Michael. "Ele foi colocado em uma posição que ninguém nunca foi colocado, e os problemas vieram quando um monte de pessoas se envolveram mais com ele e sua família se envolveu menos. Foi quando o problema começou. "

O filme que estreiou em Londres sugere que a queimadura de segundo grau que Michael sofreu em seu couro cabeludo, no set de um comercial da Pepsi em 27 de janeiro de 1984, quando um efeito de pirotecnia defeituoso, acidentalmente deixou seu cabelo em chamas, foram fundamentais em sua deterioração física e psicológica.

O incidente, e a rinoplastia resultante, desencadeou uma espiral de dependência em analgésicos e cirurgias plásticas.

Com 13 anos de idade, Jordan Chandler veio a público com acusações de abuso sexual - que acabaram por se resolver fora do tribunal - contra Jackson em 1993, mais as histórias de dormir em uma câmara de oxigênio, adotando companheiros chimpanzés selvagens e excessos financeiros já havia corroído sua reputação. Apesar de sua absolvição de mais acusações de abuso sexual infantil em 2005, nunca mais Michael recuperou a verve efervescente que o levou a tais alturas estratosféricas musicais, no final dos anos 70 e início dos 80.

"Todos tinham algo a ver com onde ele estava com sua carreira, sua vida, a coisa toda", concorda Tito. Por certo tempo, o mundo respirava Michael Jackson"

"Dividir e separar Michael, para conquistar", continua ele, "isso é o que aconteceu com Michael, puramente no interesse e na ganância financeira, as pessoas que cuidavam do negócio: - E estamos falando de advogados, gerentes, todos os tipos de pessoas - Todos querima separá-lo de seus irmãos"

"O problema de Michael, assim como minha mãe, é que ele confiava muito nas pessoas. Ele realmente acreditava nelas. Ele confiou demais e muitos se aproveitaram dele."

"Nós tentamos alcançá-lo, mas o povo em volta dele tornava tudo muito difícil. Quando ele começou a ter problemas em 2005, todos eles correram. E quando ele foi inocentado, todos eles voltaram."

A irritação e exasperação de Tito é possível de ser percebida: "Eu ainda estou bravo com isso estou furioso. Faz-me sentir um merda, como as pessoas queriam usá-lo ? a família tentou ajudá-lo mas, apesar de tudo Michael não sabia o que estava acontecendo ?.. quem eram essas pessoas, ele não viu tudo ? porque essas pessoas estavam muito próximas a ele. Eu podia ver que essas pessoas estavam lá pelas razões erradas, mas eu não podia mudar a vida de Michael por ele. Mas se eu tivesse sabido como tragicamente esta viagem iria acabar, eu não teria ficado parado.

"Eu daria tudo para ter o meu irmão aqui comigo agora. Eu faria qualquer coisa para ter o meu irmão comigo."

Um dos nove filhos de Jackson, Tito nasceu cinco anos antes de Michael em 15 de Outubro de 1953 e lembra-se de seu irmão como uma criança: "Ele sempre foi diferente. Ele foi o que sempre usou a chupar o dedo. Ele chupou tanto o dedo que eu.. pensei que ele ia ter dentes salientes, mas sua personalidade também era diferente. Ele era como um homem crescido no corpo de um homem pequeno. Meus irmãos e eu, íamos para uma cidade e estavam mais interessados ​​em ver o estádio onde o New York Giants jogava - mas Michael iria querer conhecer os políticos ou ver o histórico dos locais. Ele sempre foi um leitor de muitos livros e sempre interessado em culturas de outros países "..

Como o talento musical da família floresceu, com ensaios conduzidos militarmente pelo pai Joseph, assim como os irmãos tinham um "lado mais brincalhão. "Nós rimos para manter a nossa sanidade e Marlon e Michael, meus dois irmãos pequenos, quando tinham nove ou 10 anos, gostavam de ir para Nova York e encher balões com água, em seguida, soltá-los sobre as pessoas de cima das janelas dos hotéis. Erámos apenas meninos se divertindo. "

Normalidade para os irmãos Jackson, que estavam para se tornarem o maior grupo musical do mundo, conquistando como o Jackson 5 - Jackie, Tito, Jermaine, Marlon e Michael -todo esse sucesso implicou em quatro horas de ensaios após a escola, uma viagem de 90 minutos de volta de um show da noite, lição de casa atrasada, então, eventualmente, apenas um sono de duas horas - quatro horas no máximo.

O calendário foi implacável e, em 1993, falando a Oprah Winfrey, Michael admitiu que estava fisicamente e emocionalmente exausto e sentia-se abusado por seu pai durante os ensaios e que ele costumava vomitar ao ver seu pai, de nervoso.

A imagem pública de Joe como um tirano do bullying não é o que Tito aceita. "Para retirar o que ele retirou de nós, como ele conseguiu, de onde ele veio, de onde sua família nasceu, eu acho que meu pai é um dos maiores homens que já viveu."

Tito nega veementemente as acusações de queo regime autoritário de José contribuiu para a aquiescência emocional de Michael e eventual retirada da sua vida adulta convencional. "Tenho certeza de que todos em algum momento de sua vida, tem algumas palavras duras sobre seu pai como Michael fez, mas a diferença entre a família Jackson e outras famílias é que tudo fica escrito para sempre. A relação que temos com nosso pai não é diferente em tudo. "

Após a morte de Michael, sua mãe Katherine, agora com 81 anos, tornou-se a guardião legal de seu filho Prince, com 14 anos, e Paris com 13, a partir de seu segundo casamento com ex-enfermeira Debbie Rowe, e com nove anos de idade Blanket, concebido através de inseminação artificial por uma mãe ainda anônima.

"Minha mãe ainda é uma mulher muito forte", diz Tito, "então eles estão em boas mãos. Se você for assistir ao processo judicial você pode ver que ela mantem seu juízo e calma. Estamos lá com as crianças todos os dias, e eles têm um monte de primos da mesma idade para sair, e isso os ajuda a conhecer a sua família que está sempre em torno deles. "

Inevitavelmente, a morte de Michael deixou a família mais unida. "Nós sempre fomos unidos, mas estamos mais unidos do que nunca agora. Estamos mais perto do que as pessoas poderiam imaginar, mas o buraco que Michael deixou nunca será preenchido."

"Todo mundo tem em sua percepção de que meu irmão foi, e ele era, uma pessoa que amava a vida, adorava ver as pessoas felizes e sentindo-se amadas, fazendo a diferença através de sua música. Eu nem sei dizer o quanto de diferença que ele fez na vida de milhões de pessoas, mas eu penso que eu não poderia ter tido um irmão melhor que ele "

FONTE - The Guardian

Um comentário:

  1. lindo depoimento, muito sincero e com amor ...
    mas deque adianta tanto arrependimento ? agora o tempo passou e nós o perdemos pra sempre !
    sinto muita saudade , ele era o melhor ...
    que DEUS dêmuita paz e conforto a MICHAEL JACKSONÉ OQUE DESEJO DE CORAÇÃO .

    ResponderExcluir