PREFÁCIO - Talvez nem todas essas 100 histórias sobre Michael Jackson, sejam totalmente verdade. Mas certamente elas não são totalmente mentira ! Durante 50 anos de vida e 40 anos de carreira, Michael Jackson conheceu e conviveu com milhares de pessoas e encantou à todas elas. Cada uma dessas pessoas tem uma história inesquecível para contar, sobre Michael. Aqui estão algumas dessas histórias, que foram recolhidas ao longo de muitos anos. Assim como sua música, a personalidade de Michael Jackson, também é genial ! Voltar para MJ Planet

- Série Macauley Culkin (3)

Macauley Culkin junto com seus pais, ao lado de Michael em Neverland,

assistindo à um filme no cinema particular da casa.


- "Como Michael, eu fui uma criança adulta e sou um adulto criança."


Em 2006, Macauley Culkin escreveu e produziu um livro chamado Junior. Falando ao revisor da obra, David Amsden - Culkin diz como [e ser uma estrela criança e como ele envelheceu em sentido inverso ( virou um adulto criança ), evidentemente, de uma forma semelhante à de Michael: "Eu tenho muito o que crescer ainda", ele me diz em um certo ponto, antes de corrigir a si mesmo, "ou muito o que me transformar em criança". Acho que isso é provavelmente mais apropriado. "As coisas na sua infância de trabalho, pressão, fama, riqueza, casamento, divórcio, se lê como uma lista de marcos da vida de um adulto. Enquanto isso, numa idade em que seus pares estão na vida adulta, ele é um preguiçoso auto-suficiente desfrutando de uma adolescência latente e tardia, sem se preocupar com dinheiro ou trabalho ou o futuro.


- "Eu estou disposto a enfrentar qualquer coisa que venha com isso, dos críticos, ou das pessoas que tentam tornar-me mais sensacional do que eu realmente sou. Este não é um livro sensacional. Não há referências de Michael Jackson em tudo, pode tirar isso da cabeça agora. " Isso é mais fácil dizer do que fazer, dado que quando escreveu o livro fazia menos de um ano que Culkin tinha realizado seu depoimento pela defesa de Michael durante o julgamento: - "Você sabe, eu não quiz me envolver com a coisa toda", diz ele. "Foi uma confusão grande. Eu quase disse pra ele: 'Você deveria ter pensado melhor, para não ter esse tipo de gente em sua vida. " Quando se fala sobre Michael, Culkin comenta que sempre incentiva Jackson para voltar à música: - "Você sabe, ele pode chamar a Roots, chamar os Beastie Boys, Björk". A última vez que falaram sobre isso foi alguns meses depois do julgamento: "Ele parecia melhor. . . "Ele está tentando se manter calmo, distraído."


Evidentemente, falando sobre o estado de espírito de Michael após o julgamento, Culkin diz: -

"Uma das coisas que eu sempre pensei, é que eu poderia ter sido assim como ele. Sou uma pessoa bastante protegida como ele foi, eu poderia ter colocado uma fortaleza em volta de mim, compraum grande pedaço de terra em algum lugar, e dizer: "Fodam-se todos vocês!" ... Era um mundo pequeno, tranquilo, silencioso e fresco que ele teve em Neverland, mas a ao mesmo tempo, ele tornou-se um pouco mais distante da realidade."





É claro que existe diferença terrível entre Michael dos anos 90, quando ele e Macauley divertiam-se, despreocupados como dois pássaros livres, e o Michael entristecido e sem vida do ano de 2006, logo após o julgamento ... Mas Macauley Culkin sempre esteve por perto para Michael e lutando por seu bom nome.


Nas fotos - Macauley ao lado da esposa, a atriz Mila Kunis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário