PREFÁCIO - Talvez nem todas essas 100 histórias sobre Michael Jackson, sejam totalmente verdade. Mas certamente elas não são totalmente mentira ! Durante 50 anos de vida e 40 anos de carreira, Michael Jackson conheceu e conviveu com milhares de pessoas e encantou à todas elas. Cada uma dessas pessoas tem uma história inesquecível para contar, sobre Michael. Aqui estão algumas dessas histórias, que foram recolhidas ao longo de muitos anos. Assim como sua música, a personalidade de Michael Jackson, também é genial ! Voltar para MJ Planet

- Michael com os órfãos de Manila




Meu encontro com Michael Jackson Por Gwen J. Cariño (The Philippine Star Hotel) Manila Hotel em 7 de dezembro de 1996. Michael aparece entregando um saco de presentes à um menino órfão no Natal, durante a festa realizada no Hotel Manila.

MANILA, Filipinas - Quando eu era um oficial de relações públicas no Manila Hotel, fui designado para chefiar a anual festa 'Orphan's Christmas Party', onde 300 crianças de orfanatos diferentes se reunem no teratro próximo ao Metro Manila, e são brindadas com um dia de diversão e surpresas.


Foi um dos maiores projetos que eu fiz e foi um desafio para me concentrar no trabalho, na véspera do grande evento, sabendo que Michael Jackson estava hospedado no hotel, para fazeu um show na cidade. Duas noites antes, eu tive a sorte de fazer parte de sua linha de boas vindas no lobby do hotel, juntamente com o resto do pessoal de vendas, mas foi o suficiente para vê-lo passar. Um dia antes, um cara que disse ser assessor de Michael Jackson - da Mamarao Productions, chegou ao meu escritório e ele olhou para o "responsável" e disse que seu 'chefe' tinha lido o anúncio sobre o evento nos panfletos que tínhamos distribuído a todos os quartos, uma semana antes.


Michael queria saber como ele poderia ajudar na festa. Seu ajudante foi até o escritório diversas vezes, e depois demos as nossas sugestões. Michael então se ofereceu para encher os 300 sacos de presentes com guloseimas e brinquedos, doces e chocolates. Mas, mesmo tendo cerca de 50 patrocinadores, era realmente um problema para nós, termos que encher todos aqueles dacos de presentes. Então eu pensei - difícil ? ... como pode o Rei do Pop juntar-se à nós para resolver essa questão?


E já que o evento anual foi realmente feito apenas sobre doações, juntei toda a minha coragem e disse para o assistente de Michael, que a melhor coisa que eu conseguia pensar era que Michael, literalmente, poderia estar presente para ajudar a distribuir sacos, dar autógrafos e posar com as crianças para fotos. "Uau, isso pode não ser fácil. Você está falando sobre a entrega para 300 crianças e eu posso apenas imaginar o caos. Mas Michael foi irredutível - "Eu quero ajudar !"

Foi só depois de cinco horas que o assessor de Michael voltou e disse: "Michael é mais do que feliz em fazer o que você sugeriu. Como vamos fazer sobre isso amanhã? "

Eu queria gritar de emoçlão com aquelas palavras. Eu tive que me acalmar e recuperar a compostura e disse: "Caia na real, vamos voltar ao foco." Nós concordamos que Michael iria participar após os jogos, programação musical e lanches, e na última parte ele iria dar os sacos de presentes, que ele mesmo havia montado. Meu colega Annette solicitou pessoal para aumentar a segurança em todo o jardim onde decidimos distribuir os presentes. Temos a certeza que as crianças formavam uma fila ordenada.


Foi no Jardim Champagne em 7 de dezembro de 1996. Fiquei surpreso ao vê-lo caminhando calmamante em nossa direção, guiado por seu assessor e Michael veio até mim, porque eu tinha que falar com ele. -"Olá, como estás? Muito obrigado por me deixar participar de sua festa, eu serei rápido, mas eu não queria perder o programa." Eu disse: "Você está brincando?


Agradecimentos, voce está me agradecendo ? Aqui está o que Michael fez, apenas sentou e assistiu os números musicais, antes de entrarmos na doação dos presentes. Ele respondeu: "Claro, qualquer coisa que você dizer ... (pausa para olhar para o meu crachá) Gwen!"

Fiquei espantado com a forma incrivelmente doce e modesto que ele era. E na minha mente pensava: "Oh meu Deus, isso realmente está acontecendo!" Foi incrível como ele pacientemente ficou sentado e assistindo a todo o programa. Mais tarde, seus cantores e bailarinos surgiram no palco, seguidos por crianças dos orfanatos e dançaram ao som de Billie Jean. Ah, o sorriso no rosto de Michael, foi simplesmente fantástico.


Em seguida, anunciamos que Michael estaria distribuindo presentes no palco. Expliquei-lhe que havia um saco de presentes para os menores mais novos e outros para os mais velhos e Michael sorriu e assentiu com a cabeça. A emoção que isso deu à essas crianças, foi incrivelmente comovente. Foi entre a distribuição dos sacos, que eu pego um vislumbre do MJ, não como um artista mas como 'pessoa'.


Era uma da tarde. Papai Noel estava conosco. O calor era suficante e eu estava preocupado que Michael se sentia tão quente, com seu traje preto de mangas compridas e chapéu.


- "Você está bem Michael ? Podemos deixá-lo fazer uma pausa", perguntei. Ele disse, "eu sou cool Gwen. Imagine como Papai Noel se sente dentro de seu terno de veludo e barba. Nós vamos ficar bem." Nunca ouvi ele queixar-se ou dizer uma palavra sobre como era quente o local ou quanto tempo a fila de crianças demoraria. Ele tinha as maneiras mais simpáticas e bonitas. Ele nem sequer pediu uma bebida ou uma toalha para enxugar o suor, mas um dos nossos funcionários do banquete teve a idéia de trazer um copo de suco de laranja fresco.


Uma hora se passou e nós estávamos no meio dos presentes quando percebemos que o jardim estava ficando cheio. De repente, havia gente da mídia, políticos, funcionários e hóspedes do hotel, incluindo aqueles de uma recepção de casamento no Champagne Room, que abandonaram a festa e os recém-casados, ​​só para ter um vislumbre do rei do pop. "Oh, isto não é possível, eu sinto muito", disse. Então Michael sorriu e virou-se para um hóspede dizendo: -"Está tudo bem, vamos começar com ele"


Quando acabamos dando um saco para um órfão de 11 anos de idade, uma nova fila de mais crianças e adultos se formou. O guarda-costas de Michael, Wayne, disse: -"Podemos sair agora senhor ?". Michael respondeu calmamente: -"Não podemos sair agora que ainda há pessoas na fila. Hey ! É Natal, cara. " Senti meu coração bater mais rápido e os cabelos em meus braços arrepiadas. Eu acabara de saber que ele não era apenas o artista mais eletrizante do mundo, mas a pessoa mais generosa.


Um dos momentos mais memoráveis ​​foi quando uma senhora veio até ele para pedir um autógrafo. Rindo e com a mão segurando a barriga, ele disse: -"Ei Gwen, você tem que ver isso. Ele sussurrou: "É um cheque em branco. A senhora está me fazendo assinar um cheque em branco ". Nós rimos muito e pouco sabíamos que não era nem a metade da comédia. Mais tarde, ele mostrou-me coisas e pessoas atrás de Wayne pegando qualquer coisa no chão porque eles não encontravam nenhim papel para ele assinar.


Uma senhora fez Michael assinar na parte de trás de seu vestido elegante. Um adolescente veio até ele, segurando uma folha seca e outra, um balão estourado. Imagine como foi o nosso riso nesse caso também. Michael sorria de maneira tímida, mas se divertia com a situação. Foi uma experiência surpreendente e genuína.


Em um momento ele perguntou se eu iria vê-lo no seu concerto History e eu disse: "Só amanhã à noite." - "Oh, você vai ver uma explosão!" Michael me disse. Nesse ponto, ele ficou preocupado com a fase que os adultos deixaram em desvantagem as crianças. Seu rosto tinha im nervosismo escrito, mas ele ainda assim não reclamou. Ele bateu no chão de madeira com o pé várias vezes, certificando-se que era resistente o suficiente para não cair. "Eu experimentei um acidente no palco e eu só quero ter certeza que estamos todos seguros aqui", explicou.


Metade de mim queria que a fila terminasse, porque estávamos literalmente derretendo e preocupados com nossa segurança, mas metade de mim não, sabendo que, uma vez que a fila acabasse, Michael iria embora. Em algum momento a fila chegou ao fim. Eu consegui um autógrafo para minhas irmãs quando Cesar Sarino, um dos funcionários do hotel, dirigiu a sua nota de agradecimento ao rei do pop.


Então eu vi os seus guardas e auxiliares levarem Michael para fora do palco. Eu disse na minha mente: "Oh homem, eu nem sequer tive a chance de dizer adeus." De repente, eu vi Michael voltar ao palco e dizer: -"Muito obrigado a você e sua equipe, Gwen." Isso realmente significou muito pra mim.


Então ele me segurou ao lado dele e disse: "Eu vou te ver no show amanhã ?" Como Michael Jackson foi colocado para descansar e retornou à condição original após a morte, esses dois atos incríveis do Rei do Pop - o voluntariado para a caridade desinteressada e passar tempo com os menos afortunados, será para sempre a forma como eu vou lembrar deste homem.


Fonte - Phill Star

Nenhum comentário:

Postar um comentário