PREFÁCIO - Talvez nem todas essas 100 histórias sobre Michael Jackson, sejam totalmente verdade. Mas certamente elas não são totalmente mentira ! Durante 50 anos de vida e 40 anos de carreira, Michael Jackson conheceu e conviveu com milhares de pessoas e encantou à todas elas. Cada uma dessas pessoas tem uma história inesquecível para contar, sobre Michael. Aqui estão algumas dessas histórias, que foram recolhidas ao longo de muitos anos. Assim como sua música, a personalidade de Michael Jackson, também é genial ! Voltar para MJ Planet

- Michael sofre acidente grave


Karen Faye foi amiga e maquiadora de Michael por mais de 20 anos, acompanhando seu 'patrão' e amigo em shows, filmagens de vídeo e tv e sessões de fotos. Nests texto ela relata uma passagem emocionante de um acidente que Michael sofreu surante um show na Alemanha, e que demonstra o nível de profissionalismo dele e sua paixão pelos fãs.
.
por Karen Faye;
Traduzido por Kevin Mendelsohn
Fonte - Rei do POP
.
- PORQUE VOCE CONTINUOU ?

Michael dedicou sua vida inteira dividindo o que havia de bom em seu coração a todo custo. Ele era um especialista em esconder sua própria dor para ajudar o próximo. Logo abaixo eu descrevo uma história que ilustra bem as situações que muitos da sua equipe (mesmo em "This Is It") não conseguiriam notar. Michael era constantemente desafiado e ao mesmo tempo tinha um senso de responsabilidade com sua família e fãs que o fazia querer proporcionar momentos de alegria num mundo onde a dor, problemas financeiros, a guerra e a destruição tomaram grandes proporções. É hora do show:

Em 1999, Michael estava escalado para dois concertos beneficentes que ajudariam a Cruz Vermelha, a Fundação de Ajuda às Crianças Nelson Mandela e a UNESCO: o "Michael Jackson & Friends". A equipe e os artistas responsáveis pelo evento voaram de uma primeira edição em Seul, na Coréia, para Munique, na Alemanha. Foi um vôo maravilhoso porque tivemos a oportunidade de conhecermos todos que participariam.

Chegamos ao Estádio Olímpico de Munique na tarde de 27 de Junho de 1999 para aprontar a aparição de Michael para o início do evento. Ele introduziu Andrea Bochelli naquela tarde. O sol estava se pondo, dando espaço para a noite, mudando completamente o clima da arena. Era uma tarde de verão quente. O público se entusiasmou com outros artistas naquele dia: Luther Vandross, The Kelly Brothers, Ringo Starr... mas parecia mesmo que o público queria ver o Michael.

A empolgação tomou conta do lugar. A mágica estava acontecendo. O palco foi se transformando em paredes com luzes, telões e equipamentos criados especialmente para a performance de Michael.

Michael Jackson, Michael Bush e eu (Karen Faye) usamos os últimos minutos para cuidar de detalhes de guarda-roupas à direita do palco. Checamos a lista: microfones, fios, troca de roupa, toalhas, lista de músicas, repositor de líquidos, ventiladores, maquiagem. Michael fez alongamento para aquecer. Assim que a luz tomou conta do ambiente, pude sentir a energia antecipadamente tomando conta de todos nós. Qualquer sinal do Michael aparecendo no palco criava um delírio no público... Michael se espreitava nas cortinas para ver o público. Os músicos voltaram e fizemos uma oração, unindo nossas mãos, então o show começou.

Fizemos isso por anos e eu estava assistindo à direita do palco. Fizemos as trocas de roupa. Tudo estava perfeito: o Medley... Beat It, Black Or White com Slash, Billie Jean e então os artistas locais entraram para participar de Earth Song...

Assim que a música começou a ponte apareceu, assim como ocorreu na Coréia. Aos poucos, crianças e adultos completaram o palco e Michael subiu até a ponte, dançou e bateu os pés e a ponte subiu sem os alicerces, como o previsto. Fumaça e explosões bombardiavam nossos olhos e ouvidos. A ponte foi subindo mais e mais, mas ao contrário dos ensaios e do último show, ela não parou. Ao invés disso, ela começou a cambalear e descer bruscamente e ele continuava a cantar. Comecei a gritar, mas eu não podia sequer ouvir a minha voz sobre os efeitos, da música e do público.Comecei a correr atrás do palco em pânico ao ver como a ponte desapareceu rapidamente para baixo da frente do palco, batendo diretamente no chão! O segurança me segurou e me fez parar, pensando que eu poderia estragar a performance.

Nos bastidores havia choros e gritos. Apenas a equipe sabia que havia algo errado. De onde estávamos parecia que tínhamos perdido o Michael naquele momento. Meu coração parou! Só sentia os braços de um segurança que também estava perplexo. Para as pessoas o show estava dentro do previsto. Para mim, o tempo parou! Como Michael pôde ter sobrevivido a uma queda tão brusca? Mas, finalmente, depois de alguns segundos que pareciam uma eternidade, a música e os aplausos continuaram: eu vi um braço subindo o palco, depois uma perna magra e outro braço e outra perna... ele subiu de volta. Ele foi para centro do palco finalizar Earth Song.

Eu estava de boca aberta espantada, mas aliviada. Meio atordoado, ele fez o caminho de volta para nosso lado do palco. "Michael, sente-se", disse. Ele respondeu: "Não!". Eu implorei para que o segurança o levasse para o hospital e ele dizia "Não!". Ele pegou o microfone e saiu para cantar You Are Not Alone. Não consegui acreditar no que estava vendo. Ele finalizou, agradeceu e voltou para se trocar. Em seguida, ele entrou em colapso. O segurança levou-o para o Hospital em Munique. Os músicos, os bailarinos, Slash e todos da equipe ficaram surpresos ao testemunharem o encerramento do show. Fizemos preces.

Uma vez de volta ao hotel, comecei a fazer telefonemas para ver a situação dele. Os exames não apontaram fraturas graves, mas sua coluna sofreu dano. Era um milagre. Sendo o artista que era, ele tinha que terminar. No dia seguinte fomos a Paris para uma seção de fotos, no entanto adiamos ela até que ele melhorasse. Eu aproveitei para perguntar: "porque você continuou? Não acredito que se arriscou tanto".

Ele respondeu: "Sabe, Turkle (apelido), naquele momento a única coisa que eu ouvi na minha cabeça, era a voz de meu pai dizendo para mim: 'Michael, não decepcione o público!'.

2 comentários:

  1. Por isso que ele é o REI MICHAEL jamais ele faria qualquer coisa para decepiconar seus fãs ele não existe é a pessoa linda gentil amoroso respeitoso e tudo de bom que existe ele tem.

    ResponderExcluir
  2. Ele foi, é, e sempre será simplesmente o MÁXIMO, e os céus o ajudaram para ser o MÁXIMO.

    ResponderExcluir